Growth Hacking para o mercado imobiliário

O Marketing não para de evoluir. Além da inovação do Inbound Marketing com foco na captação de Leads, temos a o Growth Hacking, ou, ainda, traduzindo o Marketing de Crescimento.

Growth Hacking é um termo implementado por Sean Ellis. Segundo ele, a definição mais correta é: marketing orientado a experimentos. O objetivo é encontrar oportunidades visando resultados rápidos para o crescimento (Growth) da empresa.

É importante entende-lo como um mindset de crescimento para negócios digitais baseado na geração e validação de hipóteses de ações de marketing em série. É uma cultura compartilhada por todos os times que trabalham focados em métricas relacionadas com o aumento direto das receitas da empresa.

O termo é bem comum no universo das Start-ups, mas pode ser utilizado por empresas de vários segmentos. As maiores empresas do mundo como Uber e Facebook já a utilizaram identificando oportunidades com potencial de alavancar o crescimento em todos os aspectos.

A NECESSIDADE DO USO DO GROW HACKING

Imagine uma empresa do ramo de tecnologia no início de suas operações. Ela enfrentará concorrência consolidada, com menos recursos e precisará de estratégias inovadoras para se sobressair.

Sean Ellis e outros profissionais de Growth perceberam em suas análises que startups de crescimento rápido fugiam do marketing tradicional ao pensar ações totalmente fora da caixa. Os resultados em várias ações foram extraordinários e mostraram-se efetivas para trazer maior impacto.

Para atrair clientes, é necessário gerar audiência, que irá gerar usuários, que darão tração para o seu produto e, consequentemente, trarão receita e crescimento.

Outro ponto chave no Growth Hacking são as validações de hipótese de sucesso.

Desta forma, os principais ingredientes do processo de growth hacking são as hipóteses e os experimentos.

Uma outra definição criada por Sean Ellis é “Growth Hacking é marketing orientado por experimentos”.

 

Como trabalha o Growth Hacking?

Hipótese, teste, erro e aprendizado: essas são as 4 etapas definidas por Lassancence  para o Growth Hacker. Uma rotina de testes é feita em períodos mensal, semanal e até diariamente para conseguir velocidade de resposta”.

Então basta colocar o Growth Hacking para ter uma escalada milionária? Não é bem assim. Sua empresa terá que fazer muitos testes que darão errado ou irão funcionar. O importante é entender a importância desse processo no crescimento.

 

10 excelentes estratégias de Growth Hacks já implementadas

Nós temos falado muito nos últimos tempos sobre growth hacking e como essa filosofia pode ajudar no crescimento de empresas e startups, aliando métricas de crescimento, marketing e conhecimentos de programação aos profissionais.

O resultado disso é que muitas empresas quebraram a barreira de como conseguir novos usuários e continuarem crescendo em um mercado cada vez mais competitivo.

Aqui estão alguns exemplos e casos de como as empresas usaram os hacks para crescerem.

 

  1. Bônus por referência do PayPal

Ao pagar 10 dólares em dinheiro para cada novo cliente e, 10 dólares para o cliente que indicou o PayPal, o gateway de pagamento foi capaz de hackear o crescimento para dezenas de milhões de usuários antes de oferecer o bônus.

 

  1. A tagline do Hotmail

No Hotmail sempre que um usuário enviava um e-mail a outro usuário, ao final da mensagem o outro usuário veria uma mensagem do tipo “este e-mail foi enviado pelo Hotmail. Junte-se agora ao Hotmail”.

 

  1. A integração do Airbnb com o Craigslist

Por engenharia reversa do processo de postagem no Craigslist e automatizando o procedimento a ponto de ser muito simples publicar um anúncio no Airbnb e na Craigslist ao mesmo tempo, o Airbnb foi capaz de conseguir assim seus primeiros 10 milhões de usuários.

 

  1. Lista de espera do Mailbox

Com a criação de um vídeo de lançamento incrivelmente atraente combinado com uma interface muito legal, que mostrava aos usuários como outros usuários estavam na frente deles na lista de espera do aplicativo, o Mailbox criou um grande alcance e seu blog teve grande atenção.

 

Dentro de 6 semanas, o Mailbox teve 1 milhão de usuários inscritos e esperando ansiosamente pelo serviço.

 

  1. Programa de incentivo de referências Dropbox

Baseado no sistema de convite do Paypal, o Dropbox permitiu aos usuários convidarem seus amigos para o serviço em troca de mais espaço em disco.

Isso ajudou o Dropbox passar de 100 mil usuários para mais de 4 milhões em menos de 2 anos.

 

  1. Sugestões de perfis para seguir no Twitter

Uma vez que o Twitter descobriu que os usuários que seguiam mais de 30 pessoas estavam mais propensos a se tornarem ativos, eles otimizaram a experiência do usuário para incentivar esse comportamento.

 

  1. Cross-posting no Instagram

Ao decidir jogar com outros serviços, como Twitter e Facebook, o Instagram foi capaz de alavancar a distribuição nessas plataformas para ajudar a acelerar o crescimento do seu serviço nos primeiros dias.

 

  1. Auto-follow da Pinterest

Ao se inscrever para a Pinterest você está seguindo automaticamente um seleto grupo de usuários de alta qualidade.

Este por sua vez ajuda a aliviar o problema do arranque frio, em que você tem que ir à procura de pessoas para seguir. Em vez disso, você recebe uma amostragem de conteúdo de alta qualidade que imediatamente preenche o seu feed.

 

  1. A interpretação liberal do DMCA pelo YouTube

O YouTube tentou várias táticas para se diferenciar de seus concorrentes. No final, a única métrica de crescimento do YouTube que importava era a conversão de visualizações virais em usuários.

 

  1. Estratégia de SEO e conteúdo do Mint.com

O Mint focou na construção de um blog único de finanças pessoais muito rico em conteúdo, que falou com um público jovem de profissionais que estava sendo negligenciada.

Eventualmente o blog se tornou o número 1 em finanças pessoais e dirigiu o tráfego para o aplicativo. Os infográficos e artigos populares se tornaram hits regulares no Digg, Reddit e etc.

 

Este artigo foi adaptado do original, “10 of the best growth hacks of all time”, do Medium.

Assine nossa Newsletter

Fique por dentro de tudo que acontece no imobvalley

Conecte-se e dê o Start na sua
inovação e transformação digital

Por que integrar marketing e vendas no mercado imobiliário?
  Foi-se o tempo em que marketing e vendas trabalhavam de forma separadas, a união...
Saiba como a técnica Rapport pode ajudar no mercado imobiliário
  Desenvolvido na década de 70, o rapport acontece quando ocorre uma relação harmônica entre...

O primeiro Ecossistema de Inovação e transformação digital do Mercado imobiliário Brasileiro.

Transformação